BEN FALA SOBRE QUANDO COMEÇOU A CANTAR E SUAS INFLUÊNCIAS



A revista Alternative Press fez uma edição especial sobre o evento que eles promovem todo o ano, o APMAs. Na edição desse mês, eles conversaram com algumas bandas que foram indicadas para alguma categoria dessa premiação e Ben Barlow estava entre os indicados como Melhor Vocalista. Confira a entrevista traduzida a seguir:

Como você se sente sendo indicado como Melhor Vocalista?
Ser indicado é demais! Eu não espero ganhar, e eu nem acho que eu mereço ganhar, mas só de ser considerado junto com algumas das outas pessoas dessa categoria é maravilhoso pra mim. Até se uma pessoa pensar que eu sou o melhor vocalista, já é o bastante pra mim! Eu estou muito grato e ansioso.

O que te inspirou para se tornar vocalista?
No que diz respeito à pessoas, Mark Hoppus e Tom DeLonge foram as inspirações óbvias para que eu crescesse e entrasse no pop punk. Mas mais geral que isso, eu acho que sempre quis estar em uma banda de alguma maneira, mas era péssimo tocando qualquer instrumento. Eu lembro que quando eu tinha 7 ou 8 anos e sabia tocar "Smoke On The Water" muito mal, e era só isso! Então a única coisa que fazia sentido era tentar cantar. Eu, meu irmão e um dos nossos vizinhos fingíamos que tínhamos uma banda, um de nós sentava num trator de brinquedo e fingia tocar bateria enquanto os outros dois usavam um taco de beisebol e cricket como guitarras - e eu sempre cantava quando fazíamos isso. E suponho que eu sempre fui um pouco artista; eu fiz muito drama enquanto crescia, mas também saí de muitas peças da escola porque tinha canto e dança nelas. Eu queria cantar, mas queria fazer isso do meu jeito, não cantando "Food, Glorious Food"! Pra ser sincero, Neck Deep provavelmente faria um bom cover dessa música agora porque a gente ama comida.

Você alguma vez teve aula?
Eu tive algumas quando a gente começou a fazer tour, e eu percebi que cantar era muito difícil e eu continuava arruinando minha voz. Eu fui em uma mulher chamada Stevie Vann Lange, e ela era ótima. Eu tive algumas aulas com ela, e ela me ensinou como parar de me machucar. Antes disso, eu estava só gritando. Essa foi a primeira vez que eu tive algo desse tipo, mas conheço várias pessoas que tiveram esse tipo de aula. Honestamente, a maioria dos vocalistas de grandes bandas tem um treinador vocal onde vão regularmente ou viram alguém em algum momento. É uma boa coisa para fazer e me ajudou muito.

Você acha que cantar está no seu sangue para sempre agora?
Acho que sim. Mesmo que, hipoteticamente, eu parasse de ser vocalista principal de uma banda ou fosse para um caminho diferente, eu sempre iria querer usar minha voz para alguma coisa. Se eu estivesse em outro projeto e precisassem de um backing vocal, eu diria 'Sim, eu posso atingir as notas que você precisa que eu faça e ainda posso fazer algumas harmonias de você quiser!' Aliás, eu canto o tempo todo ultimamente: isso acaba sendo parte de você depois de um tempo.

Você tem algum conselho para quem quer começar a cantar?
Se você sente que pode cantar em uma banda e está com medo de tentar, vá e cante. Mesmo que você for péssimo no começo, tudo bem, porque você pode "se tornar bom" em cantar. Você pode sempre melhorar: há uma técnica, e aprendendo isso você consegue. Não tenha medo - essa é a parte mais difícil disso. De fato, se você está com medo e nervoso e tenso, isso aparecerá na sua voz. Seja confiante e dê seu melhor, essa é uma grande parte disso. Vá e arrase!
Neck Deep Brasil. Tecnologia do Blogger.